É preciso evoluir…


É sabido que o ser humano como ser sociável necessita interagir com outras pessoas. Viver com as pessoas com quem se tem afinidade transmite uma sensação de companheirismo, cumplicidade e proteção.

As pessoas possuem tendência natural de formar grupos/panelas/turma/tribo, seja lá o que for, desde os primórdios: herança dos Australopithecus (primeiros macacos).

Estudos psicológicos a cerca do comportamento humano comprovaram que isto acontece devido à falta de imaturidade e necessidade de se defender. Quando alguém não tem capacidade de resolver seus próprios problemas e se sente ameaçada por outras, se junta como a um bando de macacos com o intuito de se proteger, de unir forças para se conseguir algo, de buscar pessoas que possam manipular e ser manipuladas em prol do seu bem comum.

É obvio que em alguns casos, é possível que exista de verdade afinidade com uma ou outra pessoa que possa virar anizade. Mas sendo realista? Até para isso existe prazo de validade.

Exemplo prático? Faça uma análise e responda para si mesmo:

1- Quando você era criança quantos amigos você tinha na sua rua e quantos deles você tem hoje?

2- Quando você fazia o colegial quantos amigos você tinha na sua sala e quantos deles você tem hoje?

3- Relacione todas as empresas que você já trabalhou, todas com quem você se relacionou e enumere quantas delas fazem parte da sua rede de contatos hoje.

4- Não vamos longe, no seu ambiente familiar, relacione todos os parentes próximos (de 1º grau) e verifique quantos deles se fazem presentes na sua vida.  

Conforme visto, encontramos grupos em todas as fases da vida. Porém nenhum deles é mais prejudicial dos que os grupos formados no ambiente de trabalho.

Fechar-se em pequenos grupos pode ser visto como algo negativo, principalmente quando o grupinho passa a apresentar atitudes que demonstram hostilidade, desrespeito e preconceito em relação aos que estão de fora.

Este tipo de comportamento gera dependência, fofoca, prejudica o ambiente organizacional, o desenvolvimento individual e a produtividade no trabalho. Além de que, nunca se sabe se você será a próxima vítima. É só uma questão de contrariar o grupo para isso acontecer. Quando existe uma vítima atingida dentro do próprio grupo ou até mesmo externamente (no caso de ser demitida pela empresa), o grupo inteiro se desestabiliza.

A participação nas panelinhas pode ser um passo em falso para qualquer profissional. De acordo com o professor Moacir Carlos Sampaio Silva, da área de psicologia social das organizações do Instituto Sedes Sapientiae, “Dificilmente os integrantes de uma ‘panela’ são vistos como profissionais diferenciados ou de alto nível de desempenho”, diz.

É preciso evoluir. O ideal é cultivar a independência e neutralidade.

“Depois que aprendi a pensar por mim mesma, nunca mais pensei igual aos outros.” Clarisse Lispector 

.

Anúncios

Sobre Permita-se...

O olho do observador interfere no objeto observado. Só um fantasma se embrulha no seu passado, explicando a si próprio com autodefinições baseadas numa vida já vivida. Não vejo as coisas como elas são, mas como eu sou se comparada a elas. Sou aquilo que escolhi ser hoje, não o que escolhi ser antes. Meu amanhã está sendo feito agora.
Esse post foi publicado em Comportamento, Trabalho e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para É preciso evoluir…

  1. Maravilhosa a explanação sobre “é preciso evoluir” . sou sempre muito calada, observo tudo e chego a cada conclusão que tenho medo de falar e ser mal interpretada, mas com a chegada da idade vou ficando mais segura para seguir meu próprio caminho e cada vez que fico mais seguro tenho mais necessidade de estar sozinha…sinto prazer em estar sozinha…isso é dificil para o marido entender … a filha de três anos compartilha numa boa essa sensação de liberdade interna..

    Espero ter cada vez mais força para seguir meu próprio caminho….

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s